03/06/2013

Família Paganini anima Jantar Italiano em Luzerna -SC-

Participamos, alegremente, da 16ª Noite Italiana de Luzerna, no Clube Vitória local, no sábado, 01 de junho. Saímos de casa sob intensa precipitação de chuva, chegamos com pouca antecedência ao horário marcado: 8 h 30 minutos. A abertura do evento aconteceu na hora prevista, o que denota respeito ao público. Primeiro o jantar, comida de excelência: Codornas recheadas, costelinhas de porco, polentas, saladas, canelones, inhoquis, anholinis do tamanho que minha mãe fazia quando era criança. Daqueles que apenas um enche a concha de uma colher. Tudo muito delicioso.

Dois barris de vinho ao lado do palco, Niágara exalando o odor gostoso da uva; e bordeaux. Vinhos coloniais servidos à vontade. Os amigos Diesel e Martendal com seu time servindo, e as pessoas buscando-o, moderadamente. A Associazone Triveneta de Luzerna organiza um jantar espetacular. Comida quentíssima, combinada com bom vinho e a amável atenção dos promotores, a fórmula de trazer de volta o público nos anos seguintes. Tenho frequentado muitos eventos no Vitória, sempre bem organizados. É um clube espaçoso, que cumpre com as normas de segurança. É possível, mesmo chegando em cima da hora, encontrar local para estacionar a no máximo três minutos de caminhada, nas ruas que circundam o local.

Além de tudo isso, que já é esperado, muito boa música. Foi-nos a oportunidade de rever o conjunto Musical "Família Paganini", de Arroio Trinta, a Capital Catarinense da Cultura Italiana. Aliás, quem não conhece Arroio Trinta, deveria fazê-lo. Distante menos de meia hora de carro de Treze Tílias, uma cidade aprazível que tem vários equipamentos públicos e culturais com as características da colônia italiana. Lá se respira em italiano.

Conheço a Familia Paganini desde o início de 2007, quando recebi os dois jovens irmãos, o Cristiano e o Giovani, que tinham voltado da Europa, onde foram aprofundar-se na arte da música e da gastronomia. Um em Londres e o outro em cidades da Itália. A irmã, Aline, foi para a Áustria. Os três filhos espalhados no mundo, ajudando a construir o sonho do pai, Ulisses, músico bem conhecido aqui no meio do Estado: queria torná-los músicos. E conseguiu. Na época, trouxeram-me seu notbook com uns clipes de seus shows e me conquistaram. Nós os contratamos para um das edições da Festa do Colono, dia muito frio, lá em Ouro. Vieram, fizeram tudo muito certinho, com muita seridade, profissionalismo e elevado padrão artístico. O conhecimento de línguas por todos eles possibilita a interpretação fiel de canções internacionalizadas. Cristiano com seu italiano, Giovani com o inglês e a Aline com o Alemão. Interpretam clássicos e modernos nas três línguas.

Tão logo vi o Cristiano, no sábado, conversamos, passei-lhe uma anotação para uma homenagem após à meia-noite e passamos a presenciar as apresentações de números de danças pelas crianças, muito bem ensaiadas lá em Luzerna. Aquelas crianças bonitas já incorporam o espírito da dança como se já o tivessem ainda antes de nascer. Muita harmonia, beleza, singeleza nos números apresentados.

Depois, antecedendo o baile, um show com os Paganini. A Aline, maravilhosa, interprtando uma canção. O Giovani, com o piano no meio do salão, executando uma música maravilhosa. As intervenções do Cristiano, a interação com o público e o "Velho Ulisses" no controle, com seus teclados. Som maravilhoso, interpretaram "Aleluia", "Con te partirò" e outras belas canções, que nos emocionaram. Como evoluíram esses músicos! Agenda sempre cheia, muitos shows e bailes pelo Brasil. Três CDs no mercado, muito prestígio. Conhecem música, foram estudar, mantiveram a simpatia caracterpisticas dos Paganini, gente bonita, afável, inteligente, talentosa. É o terceiro evento que participo com a presença deles em seis anos e posso asseverar que estão cada vez melhor. O talento deles é indiscutível, vão fazer muito sucesso, ainda! Não precisam de badalação, já conquistaram seu espaço no mercado, à sua maneira. Ganhamos muito com isso!

No mais, parabenizar ao pessoal de Luzerna que, há 16 anos, vem se superando em sua capacidade de receber-nos bem!

Parabéns, Associazone Triveneta di Luzerna!

Euclides Riquetti